quinta-feira, novembro 24, 2005

Pena que o despertador tocou... - Luteraturnost

Pena que o despertador tocou. Eu sonhava com futebol e precisão técnica sob stress.
O ponto de vista era o de um torcedor que estivesse nas cadeiras perpétuas do Estádio Beira-Rio, olhando para a grande área do lado do placar, do lado do gol de Figueroa.
Um jogador do Internacional vai em direção ao gol e é seguro, por trás, por um zagueiro... 'Pênalti', salta à mente e à boca instantaneamente. O árbitro marca a penalidade.

O despertador toca. Eu o desligo.

Gavilán é o responsável pela cobrança. Meus olhos flutuam a uma distância de dois palmos para cima e para trás de sua cabeça.
Há apreensão pois ele não é um especialista...

Já estou quase acordando.

90% das cobranças de pênalti feitas por jogadores destros vão para o canto direito. Qualquer treinador de goleiros sabe disso. Será que esse goleiro sabe disso?
Gavilán é destro.
Ele corre para a bola e meus olhos correm junto, só que agora rente ao chão, acompanhando seu pé direito. O goleiro se mexe, finta uma saída para o canto esquerdo. Gavilán gira o quadril mudando o ângulo da perna e o goleiro já está caindo para o canto direito quando ele bate de chapa, do lado esquerdo, a meia distância entre a trave e o meio do gol.
Meus olhos acompanham a bola até o fundo da rede e eu acordo definitivamente.

2 Comentários:

At 25 novembro, 2005 23:59, Anonymous José Carlos disse...

Pois é. Como consolo, o sonho continuará ano que vem...

 
At 26 novembro, 2005 09:48, Anonymous Anônimo disse...

Tu tá viajando?

 

Postar um comentário

<< Voltar