sábado, setembro 10, 2005

Desapeg/Aceit X Neg/Peg

Emerenciana Borba, minha amiga, escreve dizendo que eu a induzi em erro ao recomendar a prática de Pegação e Negação (Neg/Peg) para ego ferido, e que isso a levou a comentar um post do Megeras, sendo repreendida pela Megera Madrinha Ro por se tratar de um rito tipicamente masculino, etc. A partir disso, megeras-leitoras lêem este blog com certa desconfiança... Emerenciana, Megera Madrinha e megeras-leitoras, pela paz entre os gêneros, há um pouco de espiritualidade nos ritos originalmente masculinos.

O ritual de Desapeg/Aceit serve para enterrar o que já não está cheirando bem e restaurar o auto-apego/auto-engano, o que pode levar a pessoa a viver segundo o velho princípio de lealdade - “enganar aos outros como engana a si mesma”. Uma auto-imagem estanque é tão morta quanto o de cujus. Esse apEGO leva muitas vezes ao ego ferido.

A prática do Neg/Peg, assim como várias práticas orientais, tem origem na imitação da natureza, mas não se reduz a isso. Muitos homens agem inconscientemente na caça/conquista/abandono mas isso não chegam a ser um prática porque carece de um mínimo de auto-consciência. Como um mecanismo inconsciente, não é uma forma de desapego ao ego ferido, é uma fuga desesperada de qualquer encontro consigo mesmo. Entretanto, budicamente observado, o que esses seres fazem por instinto pode gerar uma prática que tem fundamento.

Síntese Neg/Peg

Origem: Imitação da natureza
Fundamento: Negar o orgulho ferido é uma forma de desapEGO que busca não reconstruir o auto-engano. Pegar é mergulhar novamente na vida e não isolar-se em auto-contemplação.
Resultado: Descobrir-se outra. Nem ele era tudo aquilo, nem eu era aquela.

Mas cuidado, Neg/Peg não é uma forma de vida. É uma prática consciente e criteriosa que, se bem utilizada, pode liberá-la tanto do morto quanto da morta.

3 Comentários:

At 10 setembro, 2005 20:06, Anonymous Binoc disse...

Homem não caça ninguém. A mulher simplesmente passa a ele uma "licença de caça" para o coitado ficar pensando que é caçador. No amor, quem escolhe e quem caça é a mulher. Homem, simplesmente é escolhido.
Cumprimentos

 
At 10 setembro, 2005 20:14, Anonymous ro disse...

hauhauhaua

 
At 12 setembro, 2005 19:05, Blogger Rogério disse...

Continuamos reescrevendo mitos. Na versão original, Chapéuzinho Vermelho era devorada pelo lobo. Depois surgiu a versão na qual aparece o caçador salvador. Agora temos outra na qual Chapeuzinho salva a si mesma e a todas as suas antepassadas por seu próprio ardil. Acho que as duas últimas versões ainda convivem por aí.

 

Postar um comentário

<< Voltar