quinta-feira, setembro 08, 2005

Samsara - Ins Kino



Questionamentos do discípulo Tashi para o mestre Apo, diante de uma estátua de Buda:

"- Até a Ele [Buda] foi concedida uma existência mundana até os 29 anos! Mas, desde que tinha 5 anos, eu fui disciplinado a viver como Buda, após Ele ter renunciado ao mundo. Por quê? Como podemos saber se a sua iluminação não foi também um resultado direto de sua existência mundana? Apo, onde está a liberdade a mim prometida após a rígida disciplina monástica? E a prometida satisfação do nosso voto de celibato?
'Não deves aceitar meus ensinamentos de pronto a menos, e até, que os entendas do teu próprio ponto de vista'. Disse Ele uma vez.
Tem coisas que devemos 'desaprender' para poder aprendê-las. E tem coisas que precisamos possuir para poder renunciar a elas."

Após os questionamentos sem resposta, Tashi abandona o mosteiro e leva uma vida mundana por anos, quando recebe uma carta do mestre:

"- Agora percebo que minha tarefa ainda não terminou e, por isso, estarei voltando para Samsara. Eu sei que nos encontraremos de novo. Talvez quando isso acontecer você possa me dizer o que é mais importante. Satisfazer mil desejos ou conquistar apenas um. Do seu Apo."

Trechos do filme Samsara, escrito e dirigido por Pan Nalin.

4 Comentários:

At 09 setembro, 2005 15:04, Anonymous Anônimo disse...

Cheguei pelas Megeras e estou curtindo muito. Embora você lembre o tipo canalha.

 
At 09 setembro, 2005 15:16, Blogger Rogério disse...

Chegaste pelo Megeras sem link pra cá? Mágico!

 
At 09 setembro, 2005 15:48, Blogger Rogério disse...

Gostaria de ler mais sobre os sintomas da canalhice...

 
At 09 setembro, 2005 21:06, Anonymous ro disse...

Tem link sim. Tá cego!?

 

Postar um comentário

<< Voltar